Estágios Erasmus+ para recém diplomados do IPC

Tendo em conta a relevância que uma experiência laboral internacional pode ter na empregabilidade e nas carreiras profissionais dos recém-diplomados do Politécnico de Coimbra, as Relações Internacionais dos Serviços Centrais implementaram, desde 2018, uma área específica de apoio a este tipo de mobilidade Erasmus+. O suporte tem como objetivo possibilitar aos candidatos a concretização de uma mobilidade e inclui a disponibilização de várias plataformas internacionais de estágios e ofertas individuais de empresas e IES parceiras, com oportunidades de estágios das mais diferentes áreas de formação, apoio na procura e na comunicação com as empresas e ou entidades de acolhimento, e apoio total na instrução/ formalização do processo contratual e pagamento da bolsa.

De acordo com Maria João Cardoso, pró-presidente para as Relações Internacionais do IPC, todos os relatórios demonstram a relevância da mobilidade internacional para a empregabilidade. “No caso dos estágios internacionais, e especialmente para recém-diplomados, pode ser crucial para a carreira e o percurso profissional dos participantes. Esta evidência reconhecida internacionalmente levou-nos a implementar um procedimento específico dirigido aos recém-diplomados do IPC para incentivar, facilitar e apoiar a realização de estágios em países europeus, explica. Atualmente existe uma oferta diversificada de estágios direcionada para o perfil do recém-diplomado que está disponível em plataformas europeias. “A experiência dos participantes que apoiámos até agora tem superado as melhores expetativas e a muitos deles foram oferecidas excelentes oportunidades de inserção no mercado de trabalho”, assegura a responsável.

A candidatura à mobilidade deve ser apresentada antes da conclusão do curso e os estágios podem ter uma duração mínima de dois meses e máxima de 12 meses, devendo ser realizados nos 18 meses seguintes ao da obtenção do grau. Como comprovativo, e para efeitos de Curriculum Vitae dos participantes, as relações internacionais do IPC disponibilizam o documento Mobilidade Europass aos beneficiários Erasmus+ que realizem estágios internacionais como recém-diplomados que, desta forma, obtêm ainda uma certificação europeia do período de mobilidade realizado.

A partir de 2018, foram sendo realizadas regularmente ações de divulgação e sensibilização direcionadas aos estudantes finalistas do IPC. Estas sessões têm-se mostrado bastante concorridas e têm sido caracterizadas por participações interventivas e entusiastas por parte dos potenciais candidatos. Até ao presente, os recém-diplomados do IPC que realizaram um estágio ao abrigo do programa manifestaram um nível elevado de satisfação e o número de ofertas de oportunidades de emprego decorrentes do estágio têm sido elevadas e acima das expetativas. O feedback das empresas e organizações de acolhimento tem, também, sido excelente relativamente à performance e à qualidade de formação académica dos estágiários do IPC.

Os recém-diplomados do IPC beneficiaram, em 2019, de uma bolsa média de 2500 euros para um período de mobilidade de cinco meses e têm privilegiado como países de destino o Reino Unido, Espanha, Bélgica, Holanda, França, Polónia, Alemanha, Irlanda e Itália para a sua mobilidade. Todavia, os estágios Erasmus+ poderão ser realizados para qualquer Estado-Membro da União Europeia que participe neste programa.

Após um aumento considerável de mobilidades (ainda em 2018 e 2019), em 2020 e devido à situação pandémica SARS COVID-19, este crescimento sofreu um revés que se pretende começar a inverter já no último trimestre de 2021. “A situação pandémica internacional trouxe, como sabemos, grandes perturbações à mobilidade, e consequentemente, a estes estágios”, refere Maria João Cardoso, sublinhando que, ainda assim, as recentes sessões realizadas e dirigidas aos finalistas do IPC são reveladoras do “interesse crescente” e indicam que, se a pandemia o permitir, o ano de 2021 assistirá a “um número interessante de recém-diplomados do IPC” a iniciar um estágio internacional ao abrigo do programa Erasmus+.

Os estudantes do IPC que se encontrem em condições de concluir o seu curso e que estejam interessados em realizar um estágio internacional podem obter informação junto dos Serviços de Relações Internacionais dos Serviços Centrais do IPC (dga.sri@ipc.pt). A informação está também disponível no portal do IPC (https://www.ipc.pt/ipc) e na página do Facebook das Relações Internacionais (https://www.facebook.com/dga.sri).

 

In Jornal do IPC n.º 16