Ciências, Tecnologia, Saúde e Ambiente

Conhecimentos de Base Recomendados

Não aplicável.

Métodos de Ensino

Nas sessões teórico-práticas, faz-se recurso a métodos expositivos conjugados com análise de suportes documentais e discussão orientada, da qual resultam elementos de avaliação de acordo com a participação individual. São incentivadas as pesquisas documentais, recolha de dados e sua análise, de forma a que o/a estudante se constitua como elemento activo no seu processo de aprendizagem. Deste contexto de trabalho resulta um registo escrito e uma defesa oral, que se estabelecem como elementos de avaliação. Consideram-se os seguintes elementos: A) Desempenho em sala de aula, participação e desenvolvimento de trabalhos solicitados B) Elaboração e apresentação de trabalhos (atendimento dos critérios estabelecidos, correção científica).

Resultados de Aprendizagem

Reconhecer as implicações que a ciência e a tecnologia têm ao nível da saúde, ambiente e qualidade de vida; Compreender e estabelecer relações entre Ciência – Tecnologia – Sociedade – Ambiente; Identificar questões de natureza científica subjacentes a decisões políticas e económicas de âmbito global, regional, nacional e local. Questionar, pesquisar, e resolver problemas suscitados por questões do quotidiano; Argumentar com base em evidências científicas.

Programa

São desenvolvidos quatro domínios temáticos: Terra, planeta com vida; Problemas ambientais globais e sustentabilidade; Desafios da ciência e da tecnologia no domínio da saúde e bioética; Desafios da ciência e da tecnologia no domínio do ambiente, implicações sociais, económicas e políticas. Como se trata de uma unidade curricular de Formação Geral e Transversal, os temas específicos em análise são objeto de uma seleção que permita a sua adequação às necessidades de formação que cada estudante apresenta de acordo com a licenciatura que frequenta. Neste processo o/a estudante também é envolvido/a. Cada assunto em análise deve integrar-se sempre nos temáticas gerais definidas para a UC.

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação Contínua
  • - Trabalhos e/ou Frequência - 100.0%
Avaliação Por Exame
  • - Exame - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Al Gore (2009). A nossa escolha. um plano para resolver a crise climática. Lisboa: Esfera do Caos. Loureiro, I., & Miranda, N. (2010). Promover a Saúde. Dos Fundamentos à acçâo. Coimbra: Edições Almedina. Magalhães, P. (2007). O Condomínio da Terra: das alterações climáticas a uma nova concepção jurídica do Planeta. Coimbra: Almedina. Nicolau Santos,M.J. (coord.), Almeida e Silva, J.L.; Sampaio, J.J., Lopes Henriques, P. e Eusébio, C.. (2005). Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Empresarial. Celta Editora. Pereira, H.M., Domingos, T., Vicente, L. & Proença, V. (2009). Ecossistemas e Bem-Estar Humano. Avaliação para Portugal do Millenium Ecosystem Assessment.Lisboa: Escolar Editora. Rodrigues, V.J. (2009). Desenvolvimento sustentável: uma introdução crítica. Parede: Principia Editora. Santos, F.D. e Miranda, P. (eds) (2006).Alterações climáticas em Portugal: cenários, impactes e medidas de adaptação. Projeto SIAM II. Lisboa: Gradiva.