Comunicação Interna nas Organizações

Conhecimentos de Base Recomendados

N/A

Métodos de Ensino

As metodologias de envino previstas serão diversificadas de forma a abordar os poontos do programa numa
perspectiva compreensiva. Os conteúdos programáticos serão desenvolvidos através do recurso: a
i) sessões teórico-práticas, com uma componente expositiva inicial e de análise e discussão de casos
ii) sessões práticas com a possibilidade de pôr em prática os conceitos adquiridos;
Em termos de avaliação, haverá 2 modalidades:
1 – A avaliação de frequência:
– 50% da nota: teste escrito sobre os conteúdos dos pontos I, II e III.
– 50% da nota: dois trabalhos de grupo: (25% + 25%)
2 – Exame:
Baseada na realização de três provas:
(1) um teste escrito no final do semestre (50% da nota)
(2) dois trabalhos individuais idênticos aos de avaliação de frequência (50% da nota).

Resultados de Aprendizagem

A unidade curricular pretende desenvolver as seguintes competências:
– gerais: saber conceber, gerir e avaliar uma política de comunicação interna em função de objectivos e
orientações estratégicas;
– específicas: perceber as funções formais e informais da comunicação interna; identificar e caracterizar as
políticas de comunicação interna; entender a comunicação interna como instrumento de gestão e como meio
de coesão; compreender os limites da comunicação interna e dominar as ferramentas para uma comunicação
interna eficaz.
Face às competências apresentadas, pretende-se que os estudantes tenham a capacidade para:
– saber fazer um diagnóstico interno de necessidades de comunicação;
– saber organizar um plano de comunicação interna;
– saber conceber suportes e ferramentas adequadas para pôr em prática a política de
comunicação interna.

Programa

I – Introdução à comunicação interna (CI):
a) conceito,
b) breve historial,
c) articulação com os restantes tipos de comunicação,
d) integração no composto da comunicação integrada
f) público interno
g) comunicação interna e responsabilidade social empresarial
h) a comunicação interna na perspectiva do comportamento organizacional
i. localização na estrutura organizacional
ii. A relação: modelos de comunicação interna-modelos organizacionais
iii. Comunicação interna para o recrutamento e a integração de colaboradores
iv. A comunicação interna e as Orientações Internas de Responsabilidade Social
II – Os eixos da comunicação interna:
a) compreensão
b) circulação
c) confronto
d) coesão
III – Avaliação do estado da comunicação interna
a) diferentes fases de auditoria
b) metodologias utilizadas: do quantitativo ao qualitativo
c) análise dos dados e tomada de decisão
IV – Princípios de intervenção em comunicação interna
a) Plano de comunicação interna
b) Suportes e ferramentas de CI

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação de Frequência
  • - dois trabalhos de grupo - 50.0%
  • - teste escrito sobre os conteúdos dos pontos I, II e III. - 50.0%
Exame
  • - teste escrito - 50.0%
  • - dois trabalhos individuais - 50.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

– D’Almeida N. e Libaert T. (2000), “La communication interne de l’entreprise”. Paris : Dunod.

– Smith L. e Mounter P. (2005), “Effective Internal Communication”. London: Kogan Page.

– Westphalen M.-H. (1997?), “A comunicação na empresa”, Porto: Rés

– Crozier, M. (1994), “A empresa à escuta”. Lisboa: Instituto Piaget.

– Henriet B. e Boneu F. (1990), “Audit de la communication interne”. Paris : Les Editions de l’Organisation.

– Détrie Ph. e Broyez Catherine (2001), “La communication interne au service du management”. Paris : Liaisons.

– Demont L. et al. (1996), “Communication des entreprises”. Paris: Nathan.

– Kunsch, M. (1997), “Relações Públicas e Modernidade – Novos Paradigmas na comunicação organizacional”. São Paulo: Summus editorial.

– Caywood, C.L.(ed.)(1997), “The Handbook of Strategic Public Relations & Integrated Communications”, New York: McGraw Hill