Desenho III

Conhecimentos de Base Recomendados

Não aplicável

Métodos de Ensino

19.1 As opções metodológicas conducentes ao cumprimento do programa da unidade curricular centrar- se-ão em três componentes pedagógicas fundamentais:
– Componente teórica – exposição oral orientada para os conteúdos previstos;
– Componente teórico-prática – estudo e apresentação de obras/produções e seus autores; – Componente prática – acompanhamento e orientação de trabalhos dos alunos.
A unidade curricular poderá ser realizada nas modalidade de frequência ou de exame. A avaliação por frequência implica a realização de 4 trabalhos teórico-práticos que terão os seguintes pesos: 1.o trabalho – 20%; 2.o trabalho – 40%; 3.o trabalho – 20%; 4.o trabalho – 20%.
O exame terá uma componente teórica, com um peso de 30%, e uma componente prática, com um peso de 70%.

Resultados de Aprendizagem

16.1 Explorar práticas de desenho alternativas, e desenho digital;
16.2 Compreender e analisar diferentes tipologias e práticas do desenho conceptual em diferentes modalidades de expressão e comunicação;
16.3 Desenvolver práticas de desenho, tendo em vista propostas de soluções criativas adequadas aos conceitos pré-definidos.

Programa

17.1 PRÁTICAS EM DESENHO DIGITAL E ALTERNATIVAS 17.1.1 Técnicas gráficas convencionais vs não-convencionais 17.1.2 Técnicas gráficas alternativas
17.1.3 Técnicas de desenho vetorial
17.1.4 Edição de imagens: convencionais, fotográficas e digitais
17.1.5 Criação de imagens digitais
17.2 DESENHO CONCEPTUAL 17.2.1 Ideia
17.2.2 Projeto
17.2.3 Comunicação
17.2.4 Intervenção
17.3 PRÁTICAS EM DESENHO CONCEPTUAL 17.3.1 Definição do problema e sua explicitação 17.3.2 Técnicas de reprodução e publicação 17.3.3 Técnicas de apresentação
17.3.4 Arte final

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação Contínua
  • - 1.o trabalho - 20%; 2.o trabalho - 40%; 3.o trabalho - 20%; 4.o trabalho - 20%. - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Prada, J. (2012). Prácticas artísticas e Internet en la época de las redes sociales. Madrid: Editorial A

Menegotto, J.; Araujo, T. (2000). O Desenho Digital: Técnica e Arte. Rio de Janeiro: Interciência.

Dollens, D. (2002). De lo digital a lo analógico. Barcelona: Gustavo Gili.

Heskett, J. (2008). El diseño en la vida cotidiana. Barcelona : Editorial Gustavo Gili

Paul, C. (2003). Digital Art. Londres: Thames & Hudson ltd.

Wire, D. & Laing, J. (1995). Encyclopedia of Signs and Symbols. London: Studio Editons

Gómez Molina, J. (1999). Estrategias del Dibujo en el Arte Contemporâneo, Madrid: Ediciones Cátedra.

Manovich, L. (2001). The Language of New Media. Cambridge: Massachusetts Institute of Tecnhology.

Casa da Cerca (2014). O desenho está na moda: trendy design. Almada: Casa da Cerca.

Fuga, A. (2005). Techniques et matériaux des arts. Paris: Éditions Hazan

Giannetti, C.(2002). Estética digital. Sintopía del arte, la ciencia y la tecnologia. Barcelona: Ed. L?Angelot.