Diversidade, Inclusão e Intervenção Precoce na Infância

Conhecimentos de Base Recomendados

N/A

Métodos de Ensino

Irá ser utilizada uma metodologia participativa, isto é, irá ser fornecida informação aos formandos levando-os, através de debates orientados, trabalhos individuais e de grupo, a refletir e aprofundar os diferentes conteúdos.

Resultados de Aprendizagem

No final da formação, os formandos deverão ter adquirido os conhecimentos e desenvolvido competências que lhes permitam:

-Enquadrar as práticas da IPI na perspetiva da inclusão e da legislação em vigor.

-Sensibilizar os formandos para a adoção de modelos e práticas inovadoras e diferenciadas ao nível da Intervenção Precoce na Infância.

Programa

1. Definição de conceitos: Diversidade, Inclusão e Intervenção Precoce

2. Educação Inclusiva no mundo e em Portugal:

2.1 Princípios

2.2 Enquadramento legal

3. Intervenção Precoce em contextos educativo e familiar

Métodos de Avaliação

Avaliação
  • - qualidade do trabalho individual - 60.0%
  • - qualidade da participação nas sessões - 40.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Höher Camargo, Síglia Pimentel, Alves Bosa, Cleonice, COMPETÊNCIA SOCIAL, INCLUSÃO ESCOLAR E AUTISMO: REVISÃO CRÍTICA DA LITERATURA. Psicologia & Sociedade [en linea] 2009, 21 (Enero-Abril) : [Fecha de consulta: 4 de junio de 2018] Disponible en: ISSN 0102-7182 

Pereira, A.P.; Serrano, A.M. (2010). Intervenção precoce em Portugal: evidências e consequências. Inclusão, 10 :101-120

Despacho Conjunto 891/99 Diário da República – 2.ª Série, Nº 244, de 19-10-1999.

Decreto-Lei nº 281/2009- Diário da República n.º 193/2009, Série I de 2009-10-06.

DEC (2014). Recommended Practices in Early Intervention. Early Childhood Education Division for Early Childhood of the Council for Exceptional Children.

Carvalho, L., Almeida, I., Felgueiras, I., Leitão, S., Boavida, J., Santos, P., Serrano, A., Brito, A., Lança, C., Pimentel, J., Pinto, A., Grande, C., Brandão, T., & Franco, V. (2016). Práticas recomendadas em intervenção precoce na infância: Um guia para profissionais. Coimbra: ANIP

FERREIRA, Ana Raquel Pires (2017). Perceção dos profissionais de intervenção precoce na infância acerca das práticas ideais no contexto português : modelo colaborativo ou especialista? [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL. Dissertação de mestrado. [Consult. 04 de Junho de 2018] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/14798>.