Educação, Lazer e Animação de Tempos Livres

Conhecimentos de Base Recomendados

N/A

Métodos de Ensino

A metodologia privilegiará a participação ativa (trabalho autónomo, trabalho de grupo, trabalho de projeto) combinada dialeticamente com exposição apoiada por multimédia, bem como, com o recurso à leitura orientada e à discussão de textos de referência, que privilegiarão a apresentação de trabalhos de conceptualização teórica e metodológica.
A metodologia estabelecerá elos com saberes de outras disciplinas, e ainda outras atividades educativas de iniciativa de alunas/os ou outras/os instituições/organizações.
A avaliação por frequência integra a análise de contextos de lazer e o desenvolvimento de conceções metodológicas que facultaram o debate na turma e o comentário critico e de complementarização do docente.
Os critérios serão: Participação nos trabalhos em sala = 10% | Atividades de Enriquecimento Curricular = 10% | Trabalho teórico = 30% |Trabalho de Projeto = 50%. A avaliação por exame abrange todo o conteúdo programático trabalhado nas aulas e os trabalhos de projetos.

Resultados de Aprendizagem

•Conhecer as componentes da Pedagogia do Lazer e do Tempo Livre;
•Conhecer implicações educacionais da sociologia da educação, do lazer e do desenvolvimento;
•Identificar os efeitos do lazer no desenvolvimento educativo e bem-estar das crianças e jovens e da população em geral;
•Ser capazes de conceber projetos e atividades de ASE em contextos educativos não formais e informais e de lazer, que permitam a valorização pessoal e a educogenia das comunidades;
•Saber organizar um contexto pedagógico num contexto de lazer, mobilizando, conjugadamente as componentes descanso, diversão e desenvolvimento;
•Saber desenvolver uma pedagogia integradora dos diferentes grupos e indivíduos presentes nas atividades de animação socioeducativa;
•Conhecer a importância do recurso às técnicas de expressão lúdicas e desportivas.

Programa

1. Conceptualização do Tempo livre, ócio e lazer
2. Lazer, Cultura e Educação
3. Pedagogia crítica do Lazer
4. Educação para e pelo lazer
5. A importância do Lúdico e do Lazer para diferentes públicos: Crianças, adolescentes, jovens adultos, adultos e idosos
6. Meios e Recursos educativos
7. Contextos de Educação e Lazer

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação contínua
  • - Assiduidade e Participação - 10.0%
  • - Trabalho de síntese - 30.0%
  • - Projecto - 50.0%
  • - Atividades de Enriquecimento Curricular - 10.0%
Exame
  • - Exame - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

BACAL, S. (2003). Lazer e o Universo dos Possíveis. São Paulo: Aleph. BORJA SOLÉ, M. (1980) O jogo infantil: organização das ludotecas. Instituto de Apoio à Criança,
GRANERO, Carlos y Lesmes, J. (coord.),(2006). Jovens Y Campamentos de verano. Revista de Estudios de Juventud, n. 72. INJUVE.
DUMAZEDIER, J. (2000). Lazer e Cultura Popular. Editora Perspectiva.
FRANÇA, T. (1999). Educação para e pelo lazer. In: MARCELLINO, N. (1999). Lúdico, educação e educação física. Unijuí, p. 33-47.
GOMES, C. (2008). Lazer, trabalho e educação: relações históricas, questões contemporâneas. Editora UFMG.
MARCELLINO, N.(2000). Estudos do Lazer: uma introdução. Campinas: Aut
PARKER, Stanley, Sociologia do Lazer. Zahar.
PINTO, Graça, (2005). Programa Universitário para Seniores, Edição da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
GAMMON, Sean & ELKINGTON, Sam (2015). Landsciesapes of Leisure. PLAGRAVE MACMILLAN.
VEBLEN, Thorstein (2007). The Theory of The Leisure Class. Oxford University Press.