Estágio/Projecto

Conhecimentos de Base Recomendados

Não se aplica

Métodos de Ensino

A metodologia reparte-se entre atividades de carácter presencial e atividades autónomas. Numa primeira fase, são realizadas sessões coletivas para auscultar as preferências de estágio e/ou projeto e ministrar conteúdos sobre normas de elaboração de trabalhos de investigação, constantes do “Guia Normativo”. Posteriormente, depois de definidos os locais de estágio e/ou os temas a desenvolver pelos alunos, a orientação dos trabalhos será feita com base em sessões de orientação individuais.
Esta UC é de avaliação contínua não sendo possível a avaliação por exame.
Na modalidade A, a avaliação integra os seguintes elementos: relatório de estágio (50%), avaliação do orientador na entidade (25%) e avaliação do orientador da ESEC (25%).
Na modalidade B, a avaliação é baseada no projeto de investigação desenvolvido pelo aluno (100%).
Na modalidade C, a avaliação contempla a classificação do estágio (50%) e do projeto de investigação (50%), de acordo com os critérios definidos anteriormente.

Resultados de Aprendizagem

Esta unidade curricular integra duas componentes distintas: a de inserção profissional – Estágio – e/ou a de trabalho de investigação – Projeto, que pretende consolidar, através da observação e/ou investigação, os conhecimentos adquiridos no curso. Assim, a realização de estágio proporciona ao aluno a possibilidade de entrar em contacto com situações reais de intervenção turística e possibilita-lhe a aplicação e a atualização dinâmica dos saberes adquiridos. O trabalho de investigação pressupõe a revisão da literatura sobre um tema selecionado, culminando com um estudo empírico sobre o mesmo. Assim, pretende-se desenvolver competências tais como:
– Aplicar conhecimentos face a novos desafios que se colocam no exercício da profissão
– Promover a capacidade de investigação face a novos problemas
– Consolidar os saberes adquiridos em contextos reais de intervenção turística
– Recolher e analisar informação científica e técnica relevante para o sector.

Programa

De acordo com o regulamento de estágio/projeto do Curso, são consideradas três modalidades de realização:
Modalidade A: estágio integral numa organização do setor turístico, em Portugal ou no estrangeiro, com um mínimo de 560 horas. A realização deste estágio está associada a um trabalho de enquadramento da atividade desenvolvida ao longo do estágio sob uma perspetiva teórica, apresentando um conjunto de reflexões que permitem compreender e aprofundar a realidade do setor de atividade em questão.
Modalidade B: realização de um trabalho de investigação sobre um tema definido pelo aluno e segundo a orientação das docentes responsáveis.
Modalidade C: realização de estágio e trabalho de investigação parciais.
Serão ministrados conteúdos ao nível de metodologia de investigação em turismo e de acordo com o tema escolhido pelo aluno.

Docente(s) responsável(eis)

Maria do Rosário Campos Mira

Métodos de Avaliação

Avaliação Contínua (Modalidade B)
  • - Trabalho de investigação científica (sem componente de estágio) - 100.0%
Avaliação Contínua (Modalidade A)
  • - Avaliação atribuída pelo orientador da entidade de estágio - 25.0%
  • - Avaliação atribuída pelo docente orientador da ESEC sobre o desempenho do aluno no processo - 25.0%
  • - Relatório de estágio - 50.0%
Avaliação Contínua (Modalidade C)
  • - Trabalho de investigação aplicada ao contexto de estágio - 50.0%
  • - Relatório de estágio a tempo parcial e avaliação da entidade - 50.0%

Estágio(s)

SIM

Bibliografia

DENCKER, A.F.M. (1998). Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. São Paulo: Editora Futura.

REIS, E., MOREIRA, R. (1993). Pesquisa de mercados. Lisboa: Edições Sílabo.

CARMO, H. & FERREIRA, M.M. (1998). Metodologia da investigação: guia para auto-aprendizagem. Lisboa : Universidade Aberta.

YIN, R. K. (2003). Case Study Research: Design and Methods. Third Edition. California: Sage Publications.

FINN, M., ELLIOTT-WHITE, M. & WALTON, M. (2000). Tourism and Leisure Research Methods: data collection, analysis and interpretation. Harlow: Longman.

HILL, M.M., HILL, A. (2000). Investigação por questionário. Lisboa: Edições Sílabo.

LAMBIN, J-J. (2000). Marketing estratégico. 4ª ed. Alfragide: McGraw-Hill.

GHIGLIONE, R., MATALON, B. (1997). O inquérito: teoria e prática. Oeiras: Celta Editora.

SEYMOUR, D. (1993). Estudos de mercado: métodos qualitativos para os profissionais de marketing. Mem Martins : CETOP.