Literacia

Conhecimentos de Base Recomendados

N/A

Métodos de Ensino

Dada a gestão flexível, negociada, partilhada e responsabilizadora da dinâmica da unidade curricular, a metodologia utilizada é participativa e ativa.
Os estudantes podem escolher entre avaliação contínua e avaliação por exame. A avaliação contínua é definida nos seguintes moldes:
1. Conceção de um Projeto de Literacia com intencionalidade pedagógica: Temática e fundamentação teórica, Público, Objetivos (geral e específicos), Atividades, Resultados esperados, Instrumentos de Avaliação e seus parâmetros (20% da avaliação);
2. Desenvolvimento de uma recensão crítica sobre um dos tópicos de fundamentação teórica do Projeto de Literacia (30% da avaliação);
3. Apresentação, implementação e avaliação da proposta de Projeto de Literacia: Debate crítico sobre a temática de base e proposta de projeto (25% da avaliação).
4. Relatório Final (25% da avaliação).

A avaliação por exame consiste numa prova escrita (100%).

Resultados de Aprendizagem

Permitir que os estudantes sejam capazes de introduzir objetivos de literacia no quadro de atividades e projetos desenvolvidos nos mais diversos domínios com crianças, jovens, adultos e adultos idosos. Conceber e implementar projetos de desenvolvimento das literacias em contextos de educação formal e não formal. Desenvolver atividades comunitárias de promoção da literacia emergente junto de crianças, pais em geral e, sobretudo, de pais de baixas qualificações escolares. Promover projetos de desenvolvimento das competências de literacia com grupos, comunidades e pessoas de diversificadas idades, condições sociais e económicas e em situações de qualquer tipo de vulnerabilidade (insucesso escolar, exclusão social, desemprego ou emprego precário, imigração, …).

Programa

1. Conceitos de literacia, alfabetização, escolarização, competências.
2. Literacia portuguesa e europeia.
3. Literacia emergente, prevenção do insucesso e contextos educativos.
4. Literacia familiar e envolvimento parental na promoção da literacia em crianças e jovens (nomeadamente de pais de baixas qualificações escolares).
5. A literacia, a igualdade de acesso e a redução das diferenças sociais e educativas.
6. Paulo Freire e a leitura e a escrita como componentes de desenvolvimento pessoal e social; a participação plena dos adultos na sociedade.
7. Estratégias e projetos (transversais) de Animação Socioeducativa para a promoção da literacia em crianças, jovens, adultos e adultos idosos: Instituições educativas formais (jardins de infância, escolas) e não formais (bibliotecas, associações, museus, …).

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação contínua
  • - Trabalho de investigação - 25.0%
  • - Recensão crítica - 30.0%
  • - Apresentação do projeto - 25.0%
  • - Projecto - 20.0%
Exame
  • - Exame - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Gil, H. (2019). A Literacia Digital e as competências Digitais para a Infoinclusão: por uma inclusão digital e social dos mais idosos. RE@D. Vol. 2, nº 1, 79-96. Irving, C. J. (2020). Critical information literacy: Adult learning and community perspectives. European Journal for Research on the Education and Learning of Adults, 11(1), 65–76. Mata, L. (2012) Literacia Familiar e Desenvolvimento de Competências de Literacia. Exedra, Coimbra: Esec, pp.220-227. Patrão C., Soeiro D., Parreiral S. (2021) Media, Literacy and Education: Partners for Sustainable Development. In: Yusha’u M.J., Servaes J. (Eds) The Palgrave Handbook of International Communication and Sustainable Development, pp.215-233, Palgrave Macmillan. Rothes, L., Queirós, J. & Moreira, I. (2019) Plano Nacional de Literacia: Relatório de pesquisa. Porto: inED, Politécnico do Porto. Rothes, L. (2019) Literacia de Adultos, Cidadania e Educação Social. Laplage em Revista (Sorocaba), Vol.5, nº 2, pp.50-60.