ESTeSC

A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), hoje integrada no Politécnico de Coimbra, tem um trajeto evolutivo que teve o seu início em Junho de 1961, nos Centros de Preparação de Técnicos e Auxiliares dos Serviços Clínicos, depois designados Centros de Formação de Técnicos Auxiliares dos Serviços Complementares de Diagnóstico e Terapêutica. Em 1982, nova reestruturação cria a Escola Técnica dos Serviços de Saúde de Coimbra, que foi integrada no Ensino Superior Politécnico em 1993, com a designação atual.

Quanto à oferta formativa, a ESTeSC dispõe de nove licenciaturas, oito das quais na área das tecnologias da saúde e com mestrado na sua área de formação, o que garante ao aluno a possibilidade de continuação de estudos. A pertinência destas formações ao nível social e regional, aliada à qualidade do corpo docente, perfeitamente adequada à especificidade dos cursos lecionados, é uma das suas mais-valias.

A ESTeSC é hoje uma das maiores e mais dinâmicas escolas superiores de saúde do país, apetrechada com tecnologia da mais moderna (própria ou de parceiros de formação), contando com 18 laboratórios, agregados num mesmo espaço, numa lógica de cruzamento dos saberes, que garantem excelentes condições de trabalho aos seus estudantes e investigadores.

Esta escola aposta numa forte ligação à comunidade através da dinamização de diversas iniciativas científico-culturais e do estabelecimento de protocolos e parcerias com instituições nacionais e internacionais, na área do ensino, saúde e investigação. A internacionalização é também dos seus pontos fortes, sendo que cerca de 1/3 dos seus alunos têm uma oportunidade de estagiar num país europeu (Erasmus+), ou no Brasil.

Como sinal que pratica no dia-a-dia a sustentabilidade ambiental, foi a a primeira eco-escola (bandeira verde) do ensino superior europeu.