Análise das Políticas Públicas e das Organizações Escolares

Métodos de Ensino

A UC está organizada de forma a que os seus objetivos correspondam a metodologias diversificadas inerentes às atividades formativas e avaliativas que o formando deve desenvolver e que estão  identificadas e organizadas nas modalidades presencial e à distância síncronas e assíncronas, permitindo ao formando a construção do conhecimento e o desenvolvimento integrado de competências.

Serão realizadas sessões de tutoria e disponibilizados fóruns virtuais, de modo a oferecer suporte técnico e social permanente a todos os estudantes e serão avaliados através de:

MODALIDADES

Presencial – 6h contacto

Trabalho prático (grupo ou Individual) 50%

Apresentação oral do Trabalho Final 20%

Note-se que, a avaliação sumativa, realiza-se na última sessão da modalidade presencial.

Distância síncrona – 6h de contacto

Envolvimento/Participação 20%

Distância assíncrona – 8h de contacto

Envolvimento/Participação 10%

Resultados de Aprendizagem

– Compreender e analisar o papel das políticas públicas e as lógicas de regulação com incidência na administração educacional

– Conhecer e analisar a políticas educativas internacionais e nacionais

– Descrever e problematizar, do ponto de vista da análise político-organizacional, dimensões, processos e práticas da administração educacional

Programa

1. O papel das Políticas Públicas nas Organizações Escolares

2. Políticas Educativas: internacionais e nacionais

3. Desafios e oportunidades em diferentes políticas educativas

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação místa
  • - Trabalho Individual e/ou de Grupo - 50.0%
  • - Envolvimento/participação - distância assíncrona - 20.0%
  • - Envolvimento/participação - distância síncrona - 10.0%
  • - Apresentação oral do trabalho final - presencial - 20.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Barroso, J., & Afonso, N. (org.) (2011). Políticas Educativas. Mobilização de conhecimento e modos de regulação. Fund. M. Leão.

Costa, E., & Almeida, M. (2020) (coord.). Autonomia e autoavaliação da escola: análise de processos de regulação. Lisboa: IE-ULisboa (E-Book)

Formosinho, J., Fernandes, A. S., Machado, J. & Ferreira, F. I. (2005). Administração da Educação: lógicas burocráticas e lógicas de mediação. ASA.

Lima, L., Sá, V. & Torres, L. L. (org.) (2020). Diretores escolares em ação. Fund. M. Leão.

Teodoro, A.(2001). A Construção Política da Educação: Estado, mudança social e políticas educativas no Portugal Contemporâneo, Porto, Afrontamento