IPC estabelece parceria com a UNESP

19 Dezembro 2017 | 17:45h

O Politécnico de Coimbra (IPC) e a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Brasil) firmaram no dia 19 de dezembro de 2017, numa reunião que teve lugar nos Serviços da Presidência deste Instituto, um acordo de cooperação.

Com base no acordo, ambas as instituições de ensino superior irão prestar, reciprocamente, assessoria e apoio científico e cultural ao intercâmbio de pessoal docente e de estudantes, bem como à mobilidade discente e docente, propor e desenvolver projetos de pesquisa conjunta e desenvolver formas e ações de cooperação em outras áreas de interesse mútuo, tais como realização de eventos científicos, atividades de cooperação técnica e transferência de tecnologia.

No âmbito da parceria agora estabelecida, ambas as instituições irão trabalhar, desde já, em conjunto no Programa Mata Viva, uma fórmula testada no Brasil e que, nos últimos dez anos tem contribuído para a valorização ambiental, a redução do êxodo das populações e a diminuição dos incêndios florestais.

O protocolo, com vigência de cinco anos, foi assinado pelo Presidente do IPC, Jorge Conde, e pelo Chefe do Departamento de Solos e Recursos Ambientais, da Faculdade de Ciências Agronómicas Câmpus de Botucatub da UNESP, Iraê Amaral Guerrini.

Nesta reunião participaram, além dos signatários do protocolo, os Vice-presidentes do IPC, Cândida Malça e José Gaspar, o Administrador do IPC, Daniel Gomes, a Pró-presidente e Coordenadora Institucional das Relações Internacionais do IPC, Maria João Cardoso, o Presidente da Escola Superior Agrária, João Noronha, a Vice-presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde, Marta Vasconcelos e os representantes do Programa Brasil Mata Viva, Maria Teresa Umbelino e José Manuel Almeida.

Galeria