IPC integra projeto de avaliação de competências matemáticas

17 Novembro 2017 | 15:30h

O Politécnico de Coimbra (IPC) é o parceiro nacional do projeto Eramus + “New Rules for Assessing Mathematical Competencies. RULES_MATHS”, que tem por objetivo definir regras para a avaliação dos alunos por competências, na área da matemática.

Este projeto, subvencionado num total de 368,670 euros e cuja reunião de arranque teve lugar no passado dia 19 de outubro, em Salamanca, permitirá o desenvolvimento de recursos para que os estudantes de engenharia e de ciências no geral possam basear a sua aprendizagem em competências e não apenas em conteúdos, supondo uma abordagem inovadora no que toca ao ensino da matemática.

De forma a atingir o objetivo fixado, a equipa do projeto elaborará um conjunto de recursos didáticos que permitirão estabelecer estratégias reais de avaliação das competências matemáticas que é suposto os estudantes europeus de ciências e engenharias possuírem.

No decurso do projeto estão previstas várias reuniões nas diferentes instituições de ensino superior que integram o consórcio, a fim de consolidar os avanços metodológicos propostos e, quando o projeto terminar, poder-se contar com um mostruário de ferramentas que alunos e professores possam utilizar em diferentes cenários de aprendizagem e avaliação de competências matemáticas.

Em termos de metodologia, o projeto iniciar-se-á com um levantamento de curricula de primeiros ciclos de estudo de cursos superiores no que diz respeito à matemática, seguir-se-á a identificação de atividades que permitem uma aprendizagem assente em competências e a partilha de material pedagógico que diferentes professores utilizam nos países europeus envolvidos neste trabalho, finalizando com a identificação de novos padrões que permitam uma avaliação por competências. Está ainda prevista a participação no projeto de pequenos grupos de estudantes de países distintos, no sentido de monitorizar a eficácia dos novos procedimentos estruturados.

Compõem este consórcio europeu nove instituições de ensino superior de oito países diferentes. Além do IPC, fazem parte do consórcio a Universidad de Salamanca (na qualidade de entidade coordenadora) e o CSIC (Espanha), a Slovak University of Technology, de Bratislava (Eslováquia), a Gazi University (Turquia), a Czech Technical University, de Praga (República Checa), a University of Plovdiv (Bulgária), o Dublin Institute of Technology (Irlanda) e a Technical University of Civil Engineering, de Bucareste (Bulgária).

Do IPC, em particular, participam no projeto as docentes Deolinda Dias Rasteiro e Cristina Caridade, do Departamento de Física e Matemática do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra.

Galeria