Cursos do IPC destacam-se pelo baixo nível de desemprego

12 Junho 2017 | 15:45h

De acordo com dados do Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, recentemente publicados, o Politécnico de Coimbra tem 15 licenciaturas com um nível de desemprego abaixo da média nacional, que se situa nos 7,28%.

 

Licenciatura

Unidade orgânica

Nível de desemprego

Engenharia Informática

ESTGOH

0,00%

Ciências Biomédicas Laboratoriais

ESTeSC

2,56%

Engenharia Química

ISEC

2,78%

Engenharia Biomédica - Bioeletrónica

ISEC

2,91%

Educação Básica

ESEC

3,05%

Biotecnologia

ESAC

4,20%

Engenharia Informática

ISEC

4,63%

Imagem Médica e Radioterapia

ESTeSC

4,85%

Farmácia

ESTeSC

4,95%

Fisiologia Clínica

ESTeSC

6,49%

Contabilidade e Auditoria

ISCAC

6,41%

Engenharia Eletrotécnica

ISEC

6,48%

Engenharia Mecânica

ISEC

6,73%

Contabilidade e Gestão Pública

ISCAC

6,80%

Desporto e Lazer

ESEC

7,26%

 

O cálculo do nível de desemprego considera a média dos desempregados com diploma obtido nos anos de 2012, 2013, 2014 e 2015 e registados no Instituto de Emprego e Formação Profissional em junho e dezembro de 2016 e diplomados, nos anos letivos de 2011-2012 a 2014-2015, no par instituição/ciclo de estudos de formação inicial ou nos pares instituição/ciclo de estudos  de formação inicial precedentes.

O facto de ter um curso com nível de desemprego nulo – Engenharia Informática, da ESTGOH -, de vários outros cursos terem taxas de desemprego residuais e de todas as unidades orgânicas terem pelo menos um curso com um nível de desemprego abaixo da média nacional são dados que prestigiam o Politécnico de Coimbra.