Politécnico de Coimbra quer alargar trabalho desenvolvido na área do envelhecimento ativo e saudável na região Centro

29 Maio 2019 | 12:00h

O Politécnico de Coimbra apresentou o livro " AGA@4Life - Abordagem geriátrica ampla na promoção de um envelhecimento ativo e saudável: componentes do modelo de intervenção", dia 28 de maio, no Centro Cultural Penedo da Saudade, em Coimbra. O livro traduz o projeto desenvolvido por vários investigadores na área do envelhecimento ativo e saudável, em parceria com outras instituições, trabalho que o Presidente do Politécnico de Coimbra quer ver alargado numa próxima oportunidade de financiamento, numa abordagem integrada, em conjunto com a comunidade e o território da região Centro.

O Presidente do Politécnico de Coimbra realçou, na sua intervenção, o facto do projeto AGA@4Life ter sido o primeiro na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC-IPC) a juntar toda a escola à volta duma mesma ideia, numa abordagem ampla, com a grande vantagem de integrar uma equipa multidisciplinar na área da saúde, e com ligação a outras duas instituições de ensino que, adicionando contributos para o projeto, “mostram cada vez mais que temos de trabalhar em rede”. Para o Presidente do Politécnico de Coimbra, a instituição tem de estar preparada para, no momento em que as candidaturas a fundos europeus para este tipo de projetos abrirem, ter as ideias prontas e definidas do que quer fazer. “Há um conjunto de áreas importantes para a região onde as nossas escolas podem fazer esse trabalho e eu acho que já demonstrámos com esta abordagem que somos capazes de o fazer”. Jorge Conde defendeu que é necessário alargar este projeto e lançar um trabalho mais amplo da amostra do ponto de vista territorial, “pôr os estudantes a olhar para o território em si e não estarem fechados na sala de aula”, trabalhando em conjunto com a comunidade e reagir àquilo que são as necessidades da região. “O envelhecimento ativo tem sido muita conversa e pouca ação e eu acho que este projeto é a prova de que é possível fazer mais ação e menos conversa”. 

A publicação apresentada integra-se no projeto AGA@4life, um modelo de investigação pioneiro na área do envelhecimento ativo e saudável para o Politécnico de Coimbra, realizado através da ESTeSC - IPC. Esta nova abordagem visa identificar e conhecer um conjunto de informações clínicas, que até agora têm sido realizadas de forma não integrada.

O Presidente da ESTeSC-IPC, João José Joaquim, felicitou os investigadores da escola por este trabalho e agradeceu o contributo dado para esta área de investigação, realçando o facto de que os recursos foram sendo qualificados pela Escola e “permitiram hoje traduzir-se neste projeto amplo, fazendo uma avaliação duma área muito importante que é o envelhecimento duma forma integrada e penso que é este o caminho que devemos fazer em investigação sempre que possível”. Por sua vez, Carlos Dias Pereira, Diretor do Instituto de Investigação Aplicada do IPC, sublinhou a importância de criar redes de parceria na realização de projetos, dando como exemplo o facto deste ter sido realizado em conjunto com outros politécnicos do País, e salientou o esforço que está a ser feito pelo Politécnico para integrar os alunos em todos as fases de estudo dos projetos realizados, e em mensurar essa integração através de indicadores.

Já Telmo Pereira, coordenador do livro, explicou que o projeto nasceu da “vontade de responder ao desafio que a realidade do envelhecimento coloca”, usando um modelo já utilizado, mas com uma abordagem diferente e holística. Referiu ainda que o livro não inclui todo o trabalho desenvolvido no âmbito do projeto, mas “materializa uma reflexão dos vários intervenientes na investigação, incluindo 13 capítulos sobre cada dimensão que integra o projeto”. “Pretendemos que este seja um manual de estudo para os interessados nesta temática da gerontologia e dos desafios que se apresentam a esta área”, disse.

O docente adiantou ainda que o livro terá uma edição em inglês, a publicar até ao final deste ano, o que levará o contributo do projeto a um público mais vasto.

O livro é coordenado por Telmo Pereira, do Departamento de Fisiologia Clínica da ESTeSC - IPC, e tem como autores os docentes Ana Ferreira, Ana Paula Amaral, Ana Paula Fonseca, Ana Rita Alves, Anabela Martins, Carla Matos Silva, Carolina Fernandes, Clara Rocha, Cláudia Prata, Inês Cipriano, Joaquim Castanheira, Jorge Martins, Maria Helena Loureiro, Marina Saraiva, Paula Simões, Rute Santos, Tatiana Costa, Telmo Pereira e Vera Galinha.

Para responder à problemática do envelhecimento das populações, transversal aos vários sectores da sociedade, desenvolveu-se um modelo que visa a promoção de um envelhecimento ativo e saudável através da implementação de um modelo de intervenção fundado na abordagem geriátrica ampla (AGA), incorporando também recursos endógenos da região, e envolvendo o meio académico da área das Ciências da Saúde.

O projeto AGA@4life teve a colaboração de outras instituições, como os politécnicos de Tomar e Castelo Branco e a Câmara Municipal da Lousã, e foi implementado na ADIC - Associação de Defesa do Idoso e da Criança de Vilarinho, Lousã.

Este livro integra-se na coleção "Práticas - Conhecimento - Pensamento" editada pelo Politécnico de Coimbra e resultante de trabalhos científicos, contando com 16 números publicados.

O projeto AGA@4life é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Acordo de Parceria Portugal 2020 - Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO 2020).