Politécnico de Coimbra e EPVL assinam protocolo para criação de cursos CTeSP já no próximo ano letivo

03 Julho 2019 | 19:00h

O Politécnico de Coimbra (IPC) assinou hoje um protocolo de cooperação com a Escola Profissional Vasconcellos Lebre (EPVL) com vista à realização de dois Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) naquela escola já no próximo ano letivo.

O protocolo hoje assinado visa estabelecer uma parceria entre as duas instituições que vai permitir iniciar, já no ano letivo 2019/2020, dois CTeSP: “Gestão de Pequenas e Médias Empresas” e “Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação”, com a estreita colaboração da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH), que integra o Politécnico de Coimbra.

Segundo Jorge Conde, Presidente do Politécnico de Coimbra, esta iniciativa faz parte da “estratégia de descentralização do Politécnico”, de disponibilizar oferta formativa fora de Coimbra e de Oliveira do Hospital. A escolha da EPVL como parceira surge “na sequência do trabalho que está a ser feito com os municípios da CIM Região de Coimbra”, sendo esta a iniciativa que está mais adiantada, e está integrada “na ligação que se tem estabelecido com as Escolas Profissionais no sentido de captar alunos que possam escolher primordialmente cursos CTESP para prosseguimento dos seus estudos”, refere o responsável.

É objetivo de ambas as instituições estabelecer uma parceria que se pretende que venha a integrar uma rede regional de articulação com o IPC e demais escolas que ministram cursos de ensino profissional de nível secundário ou equivalente, de forma a permitir que os estudantes que concluam estes cursos de formação profissional de nível secundário ou equivalente nessas mesmas escolas tenham prioridade na ocupação de até 50% das vagas que sejam fixadas nos cursos técnicos superiores profissionais ministrados nas Unidades Orgânicas do IPC e para os quais reúnam as condições de ingresso.

O Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) é um ciclo de estudos de ensino superior com 120 ECTS (créditos) e dois anos letivos de duração, constituídos por um conjunto de unidades curriculares organizadas em componentes de formação geral e científica, formação técnica e formação em contexto de trabalho, que se concretiza através de um estágio. Um CTeSP confere um diploma de técnico superior profissional de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações nas áreas de formação que ministra. Os titulares de diploma de técnico superior profissional podem aceder e ingressar nos ciclos de estudos de licenciatura e integrados de mestrado através de um concurso especial próprio a si destinado, adquirindo o respetivo grau académico.