Cultura

Diretora Cultural do IPC: Professora Doutora Cristina Faria

E-mail: cultura@ipc.pt

No programa de atuação da presidência do Instituto Politécnico de Coimbra consta a oferta de espaços, abertos a toda a comunidade deste Instituto, para a prática Artística dos seus membros (estudantes e trabalhadores docentes e não docentes). Estes espaços são orientados por formadores creditados e a sua frequência é gratuita. Apenas obriga que, uma vez inscritos, os participantes sejam assíduos.

Atualmente existem cinco atividades abertas, cobrindo as áreas da música coral, da dança, do teatro e das artes plásticas, cujas sinopses se apresentam abaixo.

Os alunos, desde que o queiram e o solicitem, poderão beneficiar do Estatuto de Estudante Praticante de Atividades Artísticas.

Aproveitem a oportunidade! Inscrevam-se AQUI! A participação é gratuita!
Inscrições abertas até 30 de setembro.  

As sessões começarão logo no início de outubro.

Coro
O Coro do IPC teve início em março de 2018. Tem como objetivo principal permitir que os coralistas passem um tempo de lazer de qualidade, cantando e convivendo com outros elementos da comunidade educativa. O seu repertório é constituído por obras de vários géneros e estilos.

Dança Hip-Hop
Integrante das Danças Urbanas, a Dança Hip-Hop é a componente de movimento e expressão cultural da cultura com que partilha a denominação. Criado pelas comunidades afro-americanas na década de 70 do séc. XX, este estilo de dança tem vários sibestilos como o popping, o locking e o breackdance (com elevada componente dinâmica e política) e freestyle. Atualmente, a Dança Hip-Hop é considerada dos estilos artísticos mais requisitados pelo público.

Dança de Salão
A atividade de Danças de Salão visa permitir o contacto com vários estilos e tipos de dança sociais, como danças latinas (Cha Cha Cha, Rumba, Samba, Paso Doble e Jive) e modernas/clássicas (Valsa Inglesa e Vienense, Tango, Slow Fox e Quickstep).
Os participantes vão aprendendo movimentos básicos que os ajudam a compreender, numa primeira abordagem, as características principais da dança apreendida, tais como a musicalidade, o ritmo, as contagens e a postura, construindo pequenas coreografias. Desta forma, contribuímos para a perceção clara das capacidades do participante, tais como coordenação, equilíbrio, flexibilidade, respiração e memória corporal, num ambiente divertido e descontraído.

Desenho
Esta atividade destina-se aos debutantes que pretendam compreender os princípios básicos do desenho; assim, o mesmo está dividido em três dimensões: perceção do objeto, representação do objeto e representação do espaço. Nelas serão explorados conteúdos que genericamente darão ênfase à compreensão do desenho como um processo de observação e registo, reconhecendo a importância do sentido da visão, de modo a permitir a distinção entre os conceitos de olhar, ver e crer. Objetiva-se também, conduzir os participantes ao domínio de um conjunto de técnicas e materiais, e à sua aplicação na representação do desenho, a partir do estudo das proporções, dos valores e, finalmente, da cor, com vista à promoção do estímulo e desenvolvimento da imaginação e criatividade.

Teatro
A atividade de Teatro visa dar aos formandos algumas noções e ferramentas de base para a expressão dramática e a consciência de corpo, movimento e expressão. Mais do que estar num palco, os formandos irão desenvolver técnicas de saber estar com teatralidade em qualquer espaço onde uma narrativa se desenvolva.

Anexos