Vida académica

Coimbra e a vida académica são indissociáveis. Quando se fala de Coimbra, fala-se também de toda uma tradição e vivência académicas ímpares. É aos estudantes que Coimbra deve muito do seu dinamismo e animação. Nesta cidade vive-se uma experiência cheia de alegria e tradição marcada pelas festas e cortejos académicos – a Queima das Fitas e a Festa das Latas e Imposição de Insígnias – acontecimentos que assumem um simbolismo especial nas diferentes etapas do percurso de cada estudante. Estudar em Coimbra é viver numa grande comunidade estudantil e partilhar de um ambiente académico incomparável.

Caracterizada pelo barulho das latas e pela semana de concertos que enchem a Praça da Canção, a Festa das Latas e Imposição de Insígnias é a primeira festa académica, que marca a chegada dos novos alunos. O seu ponto alto é o cortejo, onde os “caloiros” desfilam em trajes escolhidos pelos seus “padrinhos” e passam mensagens satíricas e críticas à sociedade através de cartazes. O final do percurso do cortejo é no rio Mondego, em cujas águas os “padrinhos” batizam os seus “caloiros” ou “afilhados”.

A Queima das Fitas é, por excelência, a festa dos estudantes, sendo considerada por muitos a maior manifestação estudantil que ocorre em Portugal. Em Maio, a Serenata Monumental dá início à semana que leva os estudantes à Praça da Canção, onde durante cinco noites se assiste a concertos de vários artistas, bandas e tunas.
Também na Queima das Fitas existe um cortejo no qual os estudantes desfilam nos carros alegóricos enfeitados com as cores de cada estabelecimento de ensino superior.
Os alunos do Politécnico de Coimbra são convidados pela Academia a participar ativamente nestes momentos que, desde muito cedo, são a grande e visível expressão do espírito académico.