Psicologia da Perceção Visual

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

Os conteúdos programáticos serão apresentados, desenvolvidos e analisados através de: a) sessões teóricas (da responsabilidade da docente); b. sessões teórico-práticas: as metodologias de trabalho ativas incluem trabalhos de reflexão individual e em grupo; pesquisas bibliográficas significativas; elaboração de trabalhos de grupo sobre temáticas relacionadas com os conteúdos programáticos. Os alunos poderão escolher avaliação de frequência ou avaliação por exame. A avaliação de frequência resulta da conjugação dos seguintes elementos: 1. Uma prova escrita de carácter individual (60% da nota final); 2. Um trabalho de grupo (30% da nota final); 3. Exercícios práticos realizados ao longo do semestre (10%). A avaliação por exame inclui uma prova escrita que avaliará todos os conteúdos leccionados ao longo do semestre (sem consulta; 100% nota final).

Resultados de Aprendizagem

Saber valorizar a forma como percepcionamos o mundo que nos rodeia, dando primazia à importância dos estímulos que orientam seletivamente a atenção e estimulam processos cognitivos importantes associados ao processamento da informação visual;
Ter a capacidade para valorar os processos motivacionais associados à construção seletiva da percepção, tomando consciência da importância da motivação, atitudes, comunicação e interacção individual e social dos ambientes em que cada aluno interage;

Conhecer os modelos teóricos, conceitos, factores e processos mais significativos no domínio da psicologia da percepção visual; Analisar e compreender a importância fundamental inerente às características dos estímulos que orientam selectivamente a atenção do observador (cor, movimento, intensidade, repetição e textura); Reconhecer e identificar os processos intra e interpessoais, bem como sócio-culturais, subjacentes à construção cognitiva das imagens visuais.

Programa

1. Introdução à Psicologia da Percepção: Contextualização e definição

2. Os processos sensoriais e os seus estudos iniciais: a contribuição da Psicofísica no estudo dos processos sensoriais. Conceitos associados.

3.Teorias da sensação e percepção: Principais teorias no estudo da percepção.
3.1 Max Wertheimer, o Gestaltismo e as Leis da Organização Perceptiva
3.2. As teorias de Percepção Directa e os processos bottom-up
3.3. As teorias de Percepção Indirecta e os processos top-down

4. O sistema visual: estrutura e função do olho

5. Percepção Visual: uma perspectiva global (temas opcionais)
5.1 As constâncias perceptivas
5.2. Percepção da forma, profundidade, movimento e cor
5.3. Percepção e processos cognitivos (memória e atenção)

6. Percepção e Imagem:
6.1 A construção pessoal, social e cultural da percepção e das artes visuais

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação contínua
  • - Trabalho Individual e/ou de Grupo - 30.0%
  • - Exercícios práticos - 10.0%
  • - Frequência - 60.0%
Exame
  • - Exame - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

ARNHEIM, R. (2004). Arte e percepção visual: Uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Pioneira Thompson Learning.
BARRY, A.M.S. (1997). Visual Intelligence: perception, image and manipulation in visual communication.
Albany: S University of New York Press
BLOCK, J.R., & YUKER, H. E. (1992). Can you believe your eyes?: Over 250 illusions and other visual oddities. N.Y: Mazel.
EYSENCK, M.W, GREEN, S. (2001). Principles of Cognitive Psychology, East Sussex: Psychology Press.
EYSENCK, M.W., & KEANE, M.T. (2001). Cognitive Psychology: A student’s handbook. E.Sussex: Psychology Press
GOLDSTEIN, E. B. (2010). Sensation and perception (8th). Wadsworth, Belmont: Cengage Learn Sensation and Perception
MACKAY, W. A. (2006). Neurofisiologia Sem Lágrimas (3a ed). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
SCHWARTZ, B. L., & KRANTZ, J. H. (2015). Sensation and perception. London: Sage.
STERNBERG, R. J. (2008). Psicologia Cognitiva. Artmed: Porto Alegre.