Políticas Educativas e Correntes Pedagógicas na Educação de Surdos

Conhecimentos de Base Recomendados

NA

Métodos de Ensino

As aulas serão teórico-práticas, com uma abordagem interativa e demonstrativa, incidindo, principalmente na componente reflexiva à base de exercícios em grupo e individual.

Resultados de Aprendizagem

No âmbito da presente UC, os mestrandos deverão ser capaz de:

(a) perspetivar as principais linhas das políticas educativas à luz dos contextos nacionais e internacionais;

(b) compreender as noções relevantes do quadro legal que regulamenta o sistema educativo bilingue e a profissionalidade da função docente da LGP;

(c) analisar as reflexões criticas relevantes no âmbito das políticas linguísticas da LGP enquanto língua veicular do ensino e de aprendizagem;

(d) expressar e fundamentar as reflexões relativas à educação bilingue;

(e) identificar e conhecer as matrizes discursivas de políticas linguísticas consideradas relevantes na comunidade surda;

(g) conhecer e analisar as correntes pedagógicas na atualidade que revelem os sucessos escolares dos alunos gestuantes e eventuais limitações das metodologias pedagógicas no que respeita os materiais disponíveis no desenvolvimento das necessárias politicas educativas em contexto escolar e extraescolar.

Programa

1. Introdução: Significado e enquadramento de Política Educativa e a articulação entre as políticas linguísticas e o modelo educativo português;

2. Horizonte e tendências das políticas educativas bilingues à luz dos contextos nacionais e internacionais;

3. Enquadramento legal do sistema educativo bilingue: a organização, a gestão e avaliação curricular;

4. O estatuto da carreira docente e a profissionalidade docente da LGP: evolução, problemas e atuais e futuros desafios;

5. Análise e reflexão critica de políticas educativas e linguísticas: o currículo e as correntes pedagógicas bilingues

Docente(s) responsável(eis)

Métodos de Avaliação

Avaliação Contínua
  • - elaboração de uma reflexão crítica sobre os conteúdos lecionados, em LGP, individualmente, e apresentação do mesmo em aula - 30.0%
  • - Realização de trabalhos de casa e nas aulas lecionadas (30%) + participação (10%) - 40.0%
  • - Realização de uma frequência em LGP - 30.0%
Exame Final
  • - Exame em LGP - 100.0%

Estágio(s)

NAO

Bibliografia

Coelho, O. (2007). Construindo Carreiras: (Re) desenhar o percurso educativo dos surdos a partir de modelos bilingues. Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, Portugal.

Coelho, O. (2009). Direitos linguísticos, acessibilidade e cidadania: Spread the sign e profacity. Diversidades, 25, 22-25.

Gomes, M. C. (2012). A reconfiguração política da surdez e da educação de surdos em Portugal: Entre os discursos identitários e os discursos de regulação. Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, Portugal.

SOUSA, Filipe Venade de. – (2018), A Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com deficiência no ordenamento jurídico português: contributo para a compreensão do estatuto jusfundamental. Coimbra: Almedina Editoria, novembro;

– (2014), Os Direitos Fundamentais das Pessoas Surdas. Coimbra: Almedina Editoria, novembro;