Mestrado em Educação para a Saúde

Objetivos do Curso

Pretende-se com este curso promover a construção e o desenvolvimento de saberes, práticas e atitudes no domínio da Educação para a Saúde, com vista à formação de profissionais habilitados para uma intervenção qualificada e informada nos diversos contextos onde exercem ou possam vir a exercer a sua ação.

O curso organiza-se em 3 componentes de formação: Saúde, Formação Transversal e Intervenção/Investigação aplicada. A aprovação em todas as unidades curriculares do curso de especialização, estabelecido na aliena a) do n.º 1 do Artigo 5º do Regulamento Académico do 2.º Ciclo de Estudos do IPC confere o direito a um Diploma de Especialização, com menção da classificação final obtida, onde se assegura o desenvolvimento de competências que garantam o enriquecimento de saberes, reflexões, vivências e práticas integradas relativas aos principais domínios de aprendizagem visados no curso. O desenvolvimento dos dois anos do Curso confere um diploma de 2.º Ciclo, uma vez que implica a elaboração, implementação e avaliação de um projeto de intervenção no domínio da promoção da saúde, aplicado em contextos reais. O produto final será um trabalho de projeto ou um estágio. Às componentes de trabalho de projeto ou de estágio correspondem 48 ECTS. O plano de estudos contempla, no 1.º ano, a oferta de 8 unidades optativas (2 em cada semestre). Pretende-se que essas opções possam vir a colmatar lacunas ou responder a necessidades de formação, decorrentes da prática profissional. Paralelamente decorre a formação transversal, englobando domínios da saúde, ambiente, terapias expressivas, atividade física, educação diferenciada, etc. No seu conjunto o curso inclui, para além do desenvolvimento do domínio cognitivo, o desenvolvimento procedimental e de atitudes em áreas essenciais para a organização de um conhecimento profissional de base. Visa, ainda a promoção do profissionalismo do agente e a organização da sua atividade profissional compatíveis com as exigências da profissão.
Na componente de intervenção/investigação aplicada promove-se a articulação dos diversos domínios do conhecimento, quer nos seminários, quer no trabalho de projeto/estágio. Para a sua concretização optou-se, por um trabalho de projeto original ou um relatório de estágio. Pretende-se, assim, garantir uma reflexão sobre a prática, reforçando o desenvolvimento de competências de investigação aplicada. A concepção e planeamento dos respetivos projetos de intervenção profissionalizante em diferentes contextos, de educação e/ou de saúde, pode decorrer em articulação com instituições nacionais ou internacionais. Há o simultâneo levantamento de dados para a pesquisa, tendo em atenção os indicadores de investigação das diversas áreas de conhecimento e do corpo docente de apoio ao curso. Haverá lugar a provas públicas de defesa dos trabalhos realizados, recorrendo a arguentes de outras instituições de ensino superior nacionais ou internacionais.

Condições de Acesso e Ingresso

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em Educação para a Saúde:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal, conferido por IES nacional nas áreas de Educação ou Saúde ou em áreas afins;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1.o ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, nas áreas de Ciências da Saúde e da Educação ou em áreas afins;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro, que seja reconhecido, pelos CTC da ESEC e da ESTeSC, como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado, nas áreas acima referenciadas;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido, pelo Conselho Técnico-Científico da ESEC e da ESTeSC, como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

Saídas Profissionais e Empregabilidade

O curso possibilita como oportunidades profissionais: intervenção em diversos contextos de educação e de saúde, nomeadamente em escolas, creches, jardins de infância, lares de terceira idade, centros de dia, instituições de apoio social a populações vulneráveis, centros educativos, estabelecimentos prisionais, centros de saúde, centros de reabilitação, hospitais, entre outros.

Para informações sobre dados estatísticos do curso clique aqui

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

Português

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

Desenvolver competências necessárias à implementação de práticas profissionais inovadoras de planeamento e intervenção nos domínios da Educação para a Saúde, destinadas a ocupar um espaço de procura de serviços diferenciados e de qualidade, junto de instituições que desenvolvam a sua acção em contextos diversificados, nomeadamente, empresas, escolas, creches, jardins-de-infância, lares de terceira idade, centros de dia, instituições de apoio social a populações vulneráveis, centros educativos, estabelecimentos prisionais, centros de saúde, centros de reabilitação e hospitais.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

O Diploma de Mestrado em Educação para a Saúde dá acesso a formação de nível superior, nomeadamente a estudos de 3.º ciclo.

Coordenador(es) do Curso