Técnico Superior Profissional em Defesa da Floresta

Objetivos do Curso

Conceber e realizar o planeamento operacional e executar ações concretas no domínio da Defesa da Floresta, relacionadas com a prevenção, o combate e a mitigação de danos causados nos ecossistemas florestais e afins, por agentes bióticos e abióticos.

Condições de Acesso e Ingresso

– Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;
– Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas para o curso em causa;
– Os titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

Saídas Profissionais e Empregabilidade

•Conceber, gerir e executar operações de silvicultura para a prevenção de agentes bióticos e abióticos. •Coordenar e executar ações de fogo técnico, ao abrigo do Despacho n.º 7511/2014. •Conceber, gerir e executar operações de manutenção de infra – estruturas de Defesa da Floresta Contra Incêndios (DFCI) •Gerir os diferentes instrumentos de comunicação normalmente associados à deteção e ao alerta de novos focos de incêndio. •Gerir as fontes de informação cartográfica/geográfica integrando os dados dos levantamentos para a produção da respetiva cartografia. •Coordenar operações de combate a incêndios nas suas diferentes fases incluindo a primeira intervenção, o combate alargado e o rescaldo. •Gerir a recuperação pós-fogo, incluindo a regeneração dos povoamentos florestais. •Coordenar a identificação dos principais agentes causais responsáveis pelos problemas sanitários das espécies florestais em Portugal. •Conceber, gerir e implementar ações destinadas à prevenção e ao combate a pragas e doenças florestais. •Conceber, gerir e executar ações de aplicação de fitofármacos, ao abrigo da Lei 26/2013.

Para informações sobre dados estatísticos do curso clique aqui

Língua(s) de Aprendizagem / Avaliação

A avaliação dos alunos faz-se respeitando o Regulamento da ESAC sobre a Avaliação do Aproveitamento dos Estudantes, que inclui os alunos dos CTESP’s

Objetivos da Aprendizagem e Competências a Desenvolver

•Identificar os fatores de risco para as espécies vegetais e animais mais comuns de um ecossistema florestal.
•Aplicar as tecnologias de informação e de comunicação de forma adequada ao público-alvo.
•Integrar as diferentes fontes de informação cartográfica/geográfica de modo a suportar decisões/opções por um processo fundamentado.
•Coordenar e realizar operações florestais básicas, nas suas diferentes vertentes, incluindo a regeneração, a condução, a manutenção e a exploração de uma floresta.
•Identificar os principais agentes causais responsáveis pelos problemas sanitários que afetam as florestas em Portugal.
•Aplicar técnicas destinadas a prevenir e a combater as principais pragas e doenças florestais.
•Analisar um incêndio, recorrendo ao histórico e a ferramentas informáticas.
•Selecionar as técnicas adequadas à prevenção e ao combate de um incêndio florestal, de acordo com a sua tipologia.
•Aplicar produtos fitofarmacêuticos de acordo com o disposto na Lei 26/2013.
•Executar as operações de queima de acordo com o disposto no Despacho n.º 7511/2014.

Acesso a um Nível de Estudos Superior

Licenciatura

Coordenador(es) do Curso

Tronco comum

Ano curricular: 2
Unidade curricular Código ECTS Período
Análise de Incêndios e Fogo de Supressão 10005305 6 N.A.
Combate a Incêndios 10005327 3 N.A.
Estágio 10005349 30 N.A.
Fogo Controlado 10005294 6 N.A.
Propagação do Fogo 10005338 3 N.A.
Silvicultura Preventiva 10005316 6 N.A.
Uso, Manutenção e Segurança de Ferramentas 10005283 6 N.A.